Uma nuvem radiotiva no céu italiano

Modelo de propagação da nuvem radioativa provocada pela contaminação da usina nuclear de Fukushima Daiichi

fonte: http://www.irsn.fr/FR/Documents/home.htm

Espera-se a chegada, na Itália, de uma nuvem radioativa proveniente da usina nuclear de Fukushima entre quarta e quinta-feira (23 e 24 de março).

A notícia é perdida entre as manchentes do jornais italianos que abrem com a ação militar na Líbia, a possível chegada de milhares de refugiados na ilha de Lampedusa e os problemas de Berlusconi com a lei.
Esssa perda de destaque do Japão na imprensa nacional seria um bem se refletisse uma significativa melhoria da situação no pais do sol nascente, mas as informações desta manhã demonstram o contrário: apesar do retorno de eletricidade em 5 dos seis reatores da usina de Fukushima Daiichi, a situação ainda é considerada “difícil”. Voltou a sair fumaça do reator mais perigoso, o n° 3, que contêm o famigerado “Mox”, uma misto de óxido de urânio e plutônio muito mais radioativo que o combustível de urânio. Continua a leggere